O juízo final

  FLAG SPAINFLAG RUSSIANFLAG USAFLAG FRANCEFLAG GREECEFLAG GERMANYFLAG KOREANFLAG JAPANFLAG ITALYFLAG ISRAELFLAG CHINAFLAG INDIA

1º TRIMESTRE 2016

O FINAL DE TODAS AS COISAS

Esperança e glória para os salvos

COMENTARISTA: Pr. Elinaldo Renovato

LIÇÃO 11 – O JUÍZO FINAL – (Jo 3.18-19; Ap 20.11-15)

INTRODUÇÃO

Também conhecido como o Grande Trono Branco, o Juízo Final será o último dos julgamentos escatológicos, onde anjos e homens serão julgados pelo próprio Senhor Jesus e também por Sua Igreja. Nessa ocasião, os ímpios falecidos de todas as épocas ressuscitarão (Mt 10.28; Ap 20.11-15), os livros do céu serão abertos, e os mortos serão julgados pelo que está escrito nos livros (Ap 20.11,12). Nesta lição, veremos como se dará os três julgamentos futuros; definiremos o que será o Juízo Final; explicaremos quem será o juiz, quem será julgado e quais são as bases desse julgamento; e, finalmente, veremos o que o livro do Apocalipse revela sobre este evento.

I – OS TRÊS JULGAMENTOS FUTUROS

De acordo com as profecias bíblicas, três julgamentos ocorrerão no futuro, sendo que, em ocasiões diferentes, para propósitos distintos e para pessoas específicas. Notemos a tabela abaixo e vejamos as diferenças:

JULGAMENTO

TRIBUNAL DE CRISTO

JULGAMENTO DAS NAÇÕES

JUÍZO FINAL “TRONO BRANCO”

Quando será?

Após o Arrebatamento (Ap 22.12).

Após a Grande Tribulação (Mt 25.31-33).

Após a última revolta do Diabo (Ap 20.11-15).

Para quem será?

Para os salvos que serão ressuscitados e arrebatados (Rm 14.10).

Para os que sobreviverem na Grande Tribulação (Mt 25.32).

Para todos os vivos e mortos ímpios e os anjos caídos (Jd 6; Ap 20.12).

Quais os propósitos?

Galardoar os salvos (2Co 5.10).

Decidir quem entrará no Reino Milenial (Mt 25.34-46).

Salvação ou condenação eterna (Ap 20.14,15).

II – O QUE É O JUÍZO FINAL

Será o último de todos os julgamentos. O Pr. Claudionor de Andrade define como sendo o “Julgamento Final e universal que terá lugar, segundo o programa divino, na consumação de todas as coisas (1Co 15.24; Ap 20.10,11). O Juízo Final também é conhecido como o Grande Trono Branco” (ANDRADE, 2006, p. 152). Vejamos algumas informações importantes acerca desse evento escatológico:

2.1 Quem será o juiz? Em Apocalipse, “aquele que se assenta sobre o trono” frequentemente se refere a Deus (Ap 4.2,4,9,10). Porém, em João 5.22, lemos que: “o Pai a ninguém julga, mas deu ao filho todo o juízo”. E, em Rm 2.16, Paulo escreve sobre o “dia em que Deus há de julgar os segredos dos homens, por Jesus Cristo”. Portanto, o próprio Jesus será o juiz nesse julgamento (At 17.31; Fp 2.10,11; 2Tm 4.1). De acordo com a Palavra de Deus, o Senhor Jesus será o juiz em todos os julgamentos escatológicos. Comparemos:

  • No Tribunal de Cristo. Após o Arrebatamento, Ele galardoará a Igreja (2Tm 4.8; Ap 22.12);
  • No julgamento das nações. Ele julgará os que sobreviverem a Grande Tribulação (Mt 25.31,32);
  • No Trono Branco. Jesus condenará os ímpios e os anjos caídos (Mt 8.29; Ap 20.13). A ressurreição dos ímpios ocorrerá por ocasião do Juízo do Grande Trono Branco, após o reino milenar de Cristo (Ap 20.7,11-15).

2.2 Quem será julgado? “O Juízo Final será o julgamento dos ímpios mortos, termo que aparece quatro vezes em Ap 20.11-15” (ZIBORDI, 2008, p. 547). “Os mortos, grandes e pequenos, diz respeito a todas as pessoas que viveram ao longo da história e, a despeito de sua posição social” (LAHAYE, 2008, p. 252). Quanto a forma do julgamento, a Escritura nos mostra que aos que pecaram sem Lei, estes serão julgados pela lei da consciência. E aos que pecaram sob a Lei, serão julgados por ela (Rm 2.12). Nessa ocasião, serão julgados:

  • Todos da segunda ressurreição que é a dos ímpios (Dn 7.9,10; 12.2; Mt.25.46; Jo 5.28,29; Ap 20.5,6);
  • Os ímpios de todos as eras (Ap 20.11-15);
  • Os anjos caídos (2Pe 2.4; Jd 6). Satanás não será julgado nesta ocasião, pois, já terá sido lançado no lago de fogo, juntamente com o Anticristo e o Falso Profeta (Ap 19.20; 20.10).

2.3 O que será julgado? A Bíblia nos diz que cada um será julgado por suas obras (Jo 3.18,19; Hb 2.2; Ap 20.11-15). Por isso, as obras dos homens, boas ou más, estão sendo registradas em “livros”. A expressão ‘livros’ é metafórica, pois Deus não precisa de elementos materiais para se lembrar dos atos dos seres humanos (RENOVATO, 2016, p.132).

2.4 Como o julgamento será de acordo com as suas obras de cada um, haverá diferentes graus de castigo (Mt 11.21-24; Lc 12.47,48; Ap 20.12). Nessa ocasião, os ímpios falecidos de todas as épocas ressuscitarão com seus corpos literais e imortais, porém carregados de pecados (Mt. 10.28; Ap. 20.15). O registro de todos os atos e pensamentos, inclusive aqueles feitos em segredo serão revelados (Ec 12.14). Quanto aos livros abertos no ultimo grande julgamento, o pastor Antonio Gilberto (apud ZIBORDI, 2008, p. 552), supõe alguns desses livros:

  • 1º – LIVRO DOS ATOS DOS HOMENS (Ap. 20.12);
  • 2º – LIVRO DA CONSCIÊNCIA (Rm. 2.15; 9.1);
  • 3º – LIVRO DA MEMÓRIA (Lc. 16.25);
  • 4º – LIVRO DO EVANGELHO (Jo. 12.48; Rm. 2.16);
  • 5º – LIVRO DA LEI (Jo 12.48; Rm. 2.12; 3.20);
  • 6º – LIVRO DA NATUREZA (SI. 19. 1-4);
  • 7º – LIVRO DA VIDA (Ap. 20.12).

III – COMO SERÁ O JUÍZO FINAL

Em Ap 20.11-15 o apóstolo João descreve detalhes de como se dará o Juízo Final. Vejamos:

3.1 “E vi um grande trono branco” (Ap 20.11a). “A palavra ‘trono’ ou ‘tronos’, no grego, é ‘thonos’. É usada no Novo Testamento com o sentido de ‘trono real’ (Lc 1.32,52), ou com o sentido de ‘tribunal judicial’ (Mt 19.28; Lc 22.30). “Em Apocalipse 20.11-15 João descreve o cenário de um severo julgamento: um grande trono branco. Ele classifica-o como ‘grande’ por causa da grandeza de quem o ocupa e da importância do julgamento proferido ali; e ‘branco’ por causa da pureza de quem nele se assenta e da justiça que nele ocorrerá” (LAHAYE, 2008, p. 252).

3.2 “… e o que estava assentado sobre ele, de cuja presença fugiu a terra e o céu, e não se achou lugar para eles” (Ap 20.11b). Assim como o sol, ao nascer, ofusca a luz da lua e das estrelas, que não podem ser vistas devido a claridade do sol, o mesmo ocorrerá com a terra e o céu, quando o Filho de Deus se manifestar na sua excelsa glória, para julgar os ímpios (Ap 20.11,12) e os anjos caídos (2Pe 2.4; Jd 6). A glória e o esplendor desse trono é tão imensa, que até mesmo o céu e a terra serão ofuscados diante da imensidão do Trono Branco.

3.3 “E vi os mortos, grandes e pequenos, que estavam diante do trono” (Ap 20.12). No julgamento do Trono Branco, os ímpios de todas as classes sociais hão de ressuscitar para serem julgados (At 17.31; Rm 2.16; 1Pe 4.5). A expressão “grandes” e “pequenos” refere-se a posição social que a pessoa ocupou quando viveu na terra. Os “grandes” são os reis, os imperadores, os presidentes, os governadores, os ministros; enquanto que os “pequenos” são os servos, os pobres, as pessoas simples, os mendigos, etc. Isto nos ensina que no julgamento do Trono Branco não haverá acepção de pessoas (At 10.34; 1Pe 1.17).

3.4 “E deu o mar os mortos que nele havia; e a morte e o inferno deram os mortos que neles havia” (Ap 20.13). Estes mortos saídos do mar são aqueles que morreram afogados, ou foram lançados ao mar, depois de mortos, e que nunca foram encontrados e por isso não foram sepultados. “Quanto ao vocábulo ‘morte’ tem um sentido figurado. Trata-se de uma metonímia (figura de linguagem expressa pelo emprego da causa pelo efeito ou do símbolo pela realidade), numa alusão a todos os corpos de ímpios, oriundos de todas as partes da Terra, seja qual for a condição deles. Todos ressuscitarão para comparecer perante o Justo Juiz” (Fp 2.10,11; 2Tm 4.1) (ZIBORDI, 2008, p. 547).

3.5 “E a morte e o inferno foram lançados no lago de fogo” (Ap 20.14). “É provável que este versículo seja o cumprimento real, daquilo que profetizou Is 25.8, e citado por Paulo em seu argumento sobre a ressurreição, em 1Co 15.26, onde é descrito que o ‘…último inimigo que há de ser aniquilado é a morte’. Isso significa um triunfo total de Cristo e dos santos. A morte, como aliada do pecado, será destruída juntamente com o pecado; o Hades não envolverá mais terrores, para os santos nos céus, pois a morte não mais existirá (Hb 2.15; Ap 21.4)” (SILVA, 2010, p. 183).

3.6 “E aquele que não foi achado escrito no livro da vida foi lançado no lago de fogo” (Ap 20.15). “A palavra hebraica que descreve o lago de fogo no AT é ‘tofete’ (Is 30.33; Jr 7.31-32) e, no NT é ‘geena’ (Mt 5.22,29,30; 10.26; 23.14,15,33). Jesus empregou o termo ‘geena’ 11 vezes (Mt 5.22, 29, 30; 23.15, 33; Mc 9.43, 45, 47; Lc 12.5). Em cada caso, Jesus advertiu sobre as consequências do pecado. Ele descreve este lugar como o local ‘…onde o seu bicho não morre, e o fogo nunca se apaga’ (Mc 9.46)” (SILVA, 2010, p. 184).

CONCLUSÃO

Depois do Reino Milenial, após a última revolta de Satanás, o Senhor Jesus, mais uma vez, sentará no Trono, desta feita para julgar os ímpios e os anjos caídos, juntamente com a Sua Igreja. E, aqueles cujos nomes não estão escritos no Livro da Vida, serão lançados no Lago de Fogo e sofrerão eternamente.

REFERÊNCIAS

  • GILBERTO, Antônio. O Calendário da Profecia. CPAD.
  • LAHAYE, Tim. Enciclopédia Popular de profecia Bíblica. CPAD.
  • RENOVATO, Elinaldo. O Final de Todas as Coisas. CPAD.
  • SILVA, Severino Pedro da. Apocalipse Versículo por Versículo. CPAD.
  • ZIBORDI, Ciro Sanches. Teologia Sistemática Pentecostal. CPAD.

Fonte: REDE BRASIL

Enriqueça ainda mais suas aulas com esses comentários: Clique na imagem abaixo.

DANIEL_E_APOCALIPSE_dicionarioclaudionor+capa.LEIA OU BAIXE AQUImanual de escatologiaapocalipse-versculo-por-versculoBíblia e o futuro-g

Anúncios

Obrigado pela visita, volte sempre!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s