Um lugar de adoração a Deus no deserto

        

livroPRIMEIRO TRIMESTRE DE 2014ensinador cristão

UMA JORNADA DE FÉ

A formação do povo de Israel e sua herança espiritual

COMENTARISTA: Pr.Antonio Gilberto

tabernaculo

LIÇÃO 09 – UM LUGAR DE ADORAÇÃO A DEUS NO DESERTO – (Êx 25.1-9)

INTRODUÇÃO

Durante os anos de peregrinação no deserto, o povo de Israel necessitava de um local para adoração e ofertas de sacrifício ao Senhor. Então, o próprio Deus ordenou que Moisés recolhesse as ofertas para a construção do Tabernáculo, e deu-lhe o modelo para que o templo móvel fosse construído (Êx 25.1-40.38). Nesta lição, veremos a definição de Tabernáculo, os propósitos para a construção do mesmo e os utensílios que haviam nele.

I – DEFINIÇÃO DA PALAVRA TABERNÁCULO

Os nomes dados à estrutura comumente denominada de Tabernáculo são muitos. Foi chamada de “tenda” (Êx 26.36),referindo-se geralmente à cobertura exterior; a “tenda da congregação” (Êx 27.21), onde Deus se encontrava com o Seu povo; a “tenda do testemunho” (Êx 25.16), porque nela estava a Arca da Aliança, onde continha as tábuas da Lei, a vara de Arão e uma botija com o maná (Hb 9.4); a “habitação” e “habitação de Jeová” (Nm 16.9); ou “habitação do testemunho”(Êx 38.21); e “o santuário” ou “lugar santo” (Êx 25.8). Os nomes “casa” ou “templo” (I Sm 1.9; 3.3) também são usados, mas referem-se a uma condição mais simples do Tabernáculo. O termo “tabernáculo” vem do latim

“tabernaculum”, que significa “tenda”. O Aurélio define como “templo em forma de tenda, transportável”. Já o Dicionário Teológico define como “Santuário portátil onde os hebreus, durante a peregrinação no deserto, rendiam culto a Deus” (ANDRADE, 2006, p. 337). No hebraico, os dois termos principais para tabernáculo são bayth que significa “uma casa” (Êx 23.19; 34.26; Js 6.24; 9.23; Jz 18.31; 20.18) e miqdash que quer dizer “um local sagrado”(Lv 12.4; Nm 3.38; 4.12). Como era uma tenda portátil, os israelitas carregaram-na nos 40 anos de peregrinação no deserto e durante seus anos na Terra Prometida até que Salomão construiu o primeiro Templo.

II – OS PROPÓSITOS DIVINOS PARA O TABERNÁCULO

Deus ordenou que Moisés recolhesse as ofertas entre o povo (Êx 25.1-7) a fim de que construíssem o Tabernáculo “E me farão um santuário, e habitarei no meio deles” (Êx 25.8). O modelo desta casa, e os artefatos que deveria possuir, foi revelado a Moisés no monte (Êx 25.9). Para trabalhar na elaboração desse projeto, Deus habilitou pelo seu Espírito a Bezalel, da tribo de Judá, e a Aoliabe, da tribo de Dã (Êx 31.1,6). A construção do Tabernáculo tinha diversos propósitos, como veremos a seguir:

PROPÓSITOS DIVINOS REFERÊNCIAS BÍBLICAS
Lugar onde Deus se encontra com o homem E ali virei a ti, e falarei contigo de cima do propiciatório, do meio dos dois querubins (que estão sobre a Arca do Testemunho), tudo o que eu te ordenar para os filhos de Israel” (Êx 25.22).
Lugar onde Deus se revela ao homem “E ali virei aos filhos de Israel, para que por minha glória sejam santificados” (Êx 29.43).
Lugar onde Deus habita com o homem “E me farão um santuário, e habitarei no meio deles” (Êx 25.8).
Lugar onde Deus fala com o homem “E ali virei a ti, e falarei contigo de cima do propiciatório, do meio dos dois querubins (que estão sobre a Arca do Testemunho), tudo o que eu te ordenar para os filhos de Israel” (Êx 25.22).
Lugar onde Deus recebe o homem “Se a sua oferta for holocausto de gado, oferecerá macho sem defeito; à porta  da  tenda  da  congregação  a  oferecerá,  de sua  própria  vontade, perante o Senhor” (Lv 1.4).
Lugar onde Deus perdoa o homem “Se a sua oferta for holocausto de gado, oferecerá macho sem defeito; à porta  da  tenda  da  congregação  a  oferecerá,  de sua  própria  vontade, perante o Senhor” (Lv 1.4).
Lugar onde Deus recebe a oferta do homem “A festa dos pães ázimos guardarás; sete dias comerás pães ázimos, como te tenho ordenado, ao tempo apontado no mês de Abibe; porque nele saíste do Egito; e ninguém apareça vazio perante mim” (Êx 23.15).

III – OS UTENSÍLIOS DO TABERNÁCULO

O tabernáculo tinha três divisões principais: (1) O Átrio, o primeiro compartimento do Tabernáculo, onde estava o altar dos holocaustos e a pia de bronze; (2) O Lugar Santo, que era a primeira divisão da tenda, onde estavam três peças: o candelabro, a mesa com os pães e o altar de incenso; e (3) O Lugar Santo dos Santos, que era a segunda divisão da tenda, onde estava a Arca da Aliança. Ao todo eram seis peças muito valiosas e belas. Destacaremos cada um delas:

UTENSÍLIOS

SÍMBOLO

IMAGEM

ALTAR DO HOLOCAUSTO

Era a primeira e maior peça do Tabernáculo, feito com madeira de cetim e recoberto com cobre. Lembra-nos da cruz de Cristo e do juízo de Deus (Ex 27.1-8).

Simboliza a cruz do Calvário, lugar onde o Cordeiro de Deus, Jesus Cristo, foi sacrificado por nós (Hb 9.12-14; 25-28;10.10-14; 13.10).  holocau
 

A PIA DE BRONZE

Após o Altar do Holocausto e antes da tenda estava a pia de cobre maciço. Servia para que os sacerdotes se lavassem após os trabalhos de sacrifício no altar e antes de entrar no santuário (Êx 30.17-21).

Representa a purificação e o início da santificação promovida pela Palavra de Deus e pelo Espírito Santo (Sl 119.9,11; Jo 17.17; Tt 3.5).  pia

MESA DOS PÃES DA PROPOSIÇÃO

Era confeccionada em madeira de acácia (cetim) e revestida de ouro. Estavam postos continuamente 12 pães da propiciação (Êx 25.23-40).

Simboliza a Palavra de Deus viva: Cristo o Pão da Vida (Jo 6.48) e da Palavra de Deus escrita: a Bíblia (Jr 15.16; Mt 4.4).  mesa

CANDELABRO

Também chamado de candeeiro ou castiçal, o Candelabro era de ouro,  pesando 30 Kg, que com suas sete lâmpadas iluminava todo aquele lugar (Êx 25. 31-40).

Como era a única luz dentro do Tabernáculo, ele representa Cristo como a luz do mundo e também a Igreja (Jo 9.5; Ap 1.13,20).  candelabro

ALTAR DO INCENSO

Também era construído em madeira de cetim e revestido de ouro. Sua função era, como o nome já sugere, queimar incenso ao Senhor, que representa nossas orações e louvor (Êx 30.1-10).

O incenso é um símbolo da oração (Ap 5.8). Cristo como nosso Sumo Sacerdote é o nosso intercessor e o cristão como sacerdote tem a liberdade de dirigir orações a Deus (Hb 10.19).  incenso

ARCA DA ALIANÇA

Era construída com madeira de acácia e revestida de ouro. Em cima da Arca (Propiciatório) havia dois querubins, cujas asas tocavam uma nas outras. Somente o Sumo Sacerdote podia entrar no lugar Santíssimo, uma vez ao ano (Hb 9.6,7). Ele levava o sangue do sacrifício para aspergir o Propiciatório (Êx 25.10-16).

 

A Arca simboliza a presença de Deus com o seu povo (Êx 25.22; Mt 1.23)  arca

CONCLUSÃO

O Tabernáculo era uma espécie de templo móvel onde os filhos de Israel adoravam ao Senhor e ofereciam sacrifícios. Mas, ele também era “uma sombra” da obra de Cristo (Hb 8.1,2), pois através dele, Deus estava, de antemão, nos ensinando como o homem poderia obter perdão dos seus pecados e, enfim, achegar-se a Ele.

REFERÊNCIAS

  • STAMPS, Donald C. Bíblia de Estudo Pentecostal. CPAD.
  • HOFF, Paul. O Pentateuco. VIDA.

Fonte: Rede Brasil

Anúncios

Obrigado pela visita, volte sempre!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s